segunda-feira, 9 de abril de 2012

Desejo


Desejo-te entre meus braços num abraço sem fim a ponto de sufocar a carne e causar-lhe arrepios,
Desejo sentir o cheiro se seus cabelos cacheados caindo dobre meu rosto numa noite estrelada.
E por fim desejo somente ouvir sua voz a dizer: "vá se fuder!"

Nenhum comentário: