quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Desmistificando

Não sei se é da compreensão de todos, mas atualmente contamos com 13 signos do zodíaco, sendo eles:

1º Capricórnio: 20/01 a 16/02
2º Aquário: 16/02 a 11/03
3º Peixes: 11/03 a 18/04
4º Áries: 18/04 a 13/05
5º Touro: 13/05 a 21/06
6º Gêmeos: 21/06 a 20/07
7º Câncer: 20/07 a 10/08
8º Leão: 10/08 a 16/09
9º Virgem: 16/09 a 30/10
10º Libra: 30/10 a 23/11
11º Escorpião: 23/11 a 29/11
12º Serpentário: 29/11 a 17/12
13º Sagitário: 17/12 a 20/01

A descoberta foi feita por astrônomos do planetário de Minnesota, nos Estados Unidos. Os descobridores afirmaram que por causa da atração gravitacional que a lua exerce sobre a Terra o alinhamento das estrelas foi empurrado por cerca de um mês, o que ocasionou o aparecimento do signo serpentário.
Os 12 signos que conhecemos (conhecíamos) hoje foram definidos há quase 3.000 anos, quando a astrologia começou, e desde então, sua posição em relação ao Sol mudou.
Ophiuchus, também conhecido como Serpentário, é um signo que já existia em algumas versões do zodíaco. Também há uma constelação com o mesmo nome.
O astrônomo Kunkle diz que conforme a Terra e o Sol se movimentam, os signos mudam. (Isso me lembrou do horóscopo chinês.).
Os serpentários são os nascidos de 29 de novembro a 17 de dezembro. No tradicional horóscopo, quando só existiam 12 signos, os nascidos nesse período eram os sagitarianos. As características dos serpentários ainda não foram definidas. (Agora tenho mais certeza que estas coisas de signos são todas invenções.).
Para o astrólogo José Armada, o surgimento do signo serpentário não é de agora. Segundo ele, este signo já existe há mais de 100 anos e nunca foi incluído no horóscopo por uma convenção. “Existem 12 meses, 12 horas, e por comodidade existiam apenas 12 signos”.
Armada ainda afirma que essa mudança não deve alterar em nada na interpretação dos mapas astrais, pois eles são formados a partir da posição do sol no céu. Em relação ao novo signo valer apenas para os que nasceram após 2009, o astrólogo diz que isso também não é real. “As pessoas mais impressionadas vão acreditar que a inclusão do serpentário vai influenciar”.
Essa mesma teoria é defendida pelo astrônomo Luiz Crispino. Ele explica que as estrelas que se agruparam em constelações sempre estiveram no mesmo local há muitos anos e não há nenhum surgimento inédito.
Para Crispino, o signo serpentário, fisicamente, não muda nada. “O ser humano é muito místico e por isso pode ser influenciado psicologicamente, mas os astros e as estrelas não têm qualquer influência física na vida”, garante. (Finalmente alguma coisa foi dita com coerência sobre os astros!).

Conclusão:
· Temos que ter uma nova saga de Cavaleiros do Zodíaco para acrescentar o tal Serpentário.
· Signos sempre foram inventados.
· Alguém irá me criticar por escrever tudo isso.



____
Obs: escrevi este texto adaptando algumas matérias lidas em:

3 comentários:

Mulher Maravilha disse...

É. de fato essas coisas de astrologia, inferno astral, Deus e satã, são frutos do misticismo da raça humana.
Ou não e Oscar Quiroga se sentiria desmerecido com o texto do blog e Deus ficaria zangado com o meu. Ou nao..

Lain Iwakura disse...

Considerando essa nova lógica eu seria de Capricórnio. E estou dizendo isso para você ir providenciando o presente que meu aniversário é esse mês!!!

31193200 disse...

As pessoas devem abrir a mente para novas teorias. Leiam meu livro CONHEÇA A ASTROLOGIA PARA MELHOR SE CONHECER publicado pela Editora Baraúna e vocês entenderão a diferença entre signo e constelação, acabando de uma vez por todas com suas dúvidas. Nele, lanço uma nova teoria sobre o zodíaco como sendo o próprio campo magnético terrestre originado na formação da Terra e imutável. Na realidade, Serpentário não é um signo e sim uma constelação que está entre Escorpião e Sagitário atualmente. Na formação da Terra se existiu sua influência ele foi incorporada às de Escorpião e Sagitário, ou então ela estava fora da eclíptica (caminho do Sol).
Pedro Cabral Cavalcanti – pcabralcavalcanti@gmail.com