sábado, 17 de julho de 2010

Biscoito

Vou tentar exemplificar o que hoje eu estava pensando. Sério, eu preciso fazer isso. Sabe quando você, hm por exemplo, está comendo um pacote de biscoito e você come todo feliz na esperança de se empanturrar e ficar enjoado depois, porque a gula é mais forte que você? E de repente, quando você está no último biscoito, alguém chega e diz : 'me dá ?', a maioria educada, provavelmente diria 'sim', mas quando você der aquele último pedaço, aquele que você nunca mais vai saber se era o melhor do pacote; aquele que você queria comer pra ter aquela sensação de ' caramba, eu acabei um pacote de biscoito sozinho' e depois esfregar na cara das outras pessoas; aquele que provavelmente você jogaria metade fora porque você já está cheio; você não sentirá um vazio? Sério, eu me senti assim, mas eu estava comendo tangerina. Pelas minhas teorias, acho que é porque você planejou uma coisa, estava na sua mente de que você terminaria aquele pacote; mas, do nada, não saiu conforme os seus planos, surgiu um imprevisto. Tentei fazer uma analogia com a vida, você planeja uma coisa, idealiza ela toda na sua cabeça, mas sempre, SEMPRE acontece alguma coisa, e você tem que aceitar (se você for educado), claro você pode sair gritando e batendo nas pessoas que surgirem na sua frente, mas nada vai mudar que aquela pessoa lhe pediu um biscoito e você negou e você vai se sentir mal (claro se você for um psicopata provavelmente não), consegues entender? Sempre vai acontecer um imprevisto, 'uma pedra do caminho' você vai contorná-la? (como fazem as formigas) ou você vai ficar reclamando dela e não mudar nada? Vai deixar essa pedra no meio da sua vida porque simplesmente alguém lhe pediu um biscoito? Ok, misturei duas analogias, mas sei que você é esperto e entenderá. Sei que no primeiro momento você sentirá raiva, de lhe pedirem um biscoito; da pedra; ou de um imprevisto; mas o que ocorrerá a seguir depende de você, você vai deixar isso lhe impedir?
(Texto redigido por Karina Bastos, by comunidade do orkut:'Não Gosto de Muitas Pessoas')

Um comentário:

Cá Mila disse...

Pois é, seu Zé. A parte que mais achei interessante foi a que diz sobre sair por ai 'gritando e batendo nas pessoas que surgirem na sua frente'

Né?