quarta-feira, 28 de julho de 2010

[Contro] Verso.

Se você precisa de escapismo constante
Ou você é um monstro
Ou a sua sociedade é uma merda
exigente e intolerante.
Ou não,
viver não passa de meros palpites
De repente seja mais simples,
Sem ornato e enfeite:
Só evite o cinismo
E aceite a marca do ferrete
E terá alegria eterna(mente)
Tavez, até desconheça limite
E a alteração divertida
Entre o cuspe e o escarro
Muito menos a carência contrastante do equilíbrio
Deste só restou desgarro
De repente seja eu
Botando fé no socorro
E se ele fracassar, eu só corro
Não ando com caguete
Ando vestida de escárnio
Com um pensamento irrequieto
E o "Equilíbrio Distante" *
Que faz de morada, minha estante
E isso fica perto.
Não vai demorar,
mas venha sem se apressar.


***
Imaginação "madrugueira", quase sempre corriqueira.

* "Equilíbrio Distante" foi menção ao CD solo de Renato Russo, de músicas cantadas em italiano. (Vero!)

domingo, 25 de julho de 2010

Singeleza


Consciência dos problemas sociais jamais deu a ninguém, o talento.
O talento está primeiro.
E só por ele os problemas se tornam visíveis.
Essa virtude só vem com aquela parte que constitui o segredo inviolável do sujeito: o dom.
O dom se manifesta na perfeita sobriedade, na total ausência de “literatura”.
Não se expressa em vaidade
Ele só obteve aprendizado consigo próprio.
É uma maneira Socrática de pensar, mas pode ser possível.
Pode ser verdade.
A pessoa pode corromper seu dom:
Faz isso o tempo todo, ao permitir que o mundo de fora atinja o de dentro.
A beleza está nos que resultam as obras que eles podem fazer, ante a experiência que vivera profundamente, no mais íntimo do seu ser.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Amanhecer

Não se lembre do passado, 
para não se arrepender.
Não imagine seu futuro, 
para não ter medo de viver.
Esqueça!
Tente viver um dia de cada vez.
Essa vida é só um jogo de xadrez, 
onde nós somos os peões, 
pensando, articulando, inventando previsões
de um futuro nada distante.
Nossas vidas são como livros na estante, 
esperando alguém nos ler.
E quem sabe, inutilmente, 
tentar nos entender.

Num lugar onde o chão cai aos nossos pés.
E ainda assim continuamos fiéis,
esperando um novo amanhecer.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Que tal enxergarmos além da capa?

O ditado popular tenta nos ensinar há décadas: "não julgue o livro pela capa". Bem, dentro do conceito brasileiro, que é SUPER apaixonado por leitura, podemos alterá-lo para, sei lá, "não julgue o site pornô pela logomarca". De todo modo, mostramos a todo momento que, apesar de concordarmos com a dica, não estamos muito afim de seguí-la.




___


Obs.: Para entender o contexto em que o texto foi enquadrado, clique no link. Vale MUITO a pena ter essa leitura!

Segue:
http://controleremoto.tv/blog/2010/04/que-tal-enxergarmos-alem-da-capa/

Leve(dura).

Eu tenho algo leve
E não vejo a hora de partir
Por ai, dessa para uma outra, fermentando
Mas eu não sou leve. Tem só um resquício.
Já era. Tenho tanta sobra significante.
Tenho tanta sorte.
Mas, veja bem, eu não sou leve,
e ninguém é.
Menos ainda, quando inconsciente.


Eu sou a minha lição
Lição inacabada, por muito, mau esboçada
Minha lição sem solução
Adianta levarem numa explicadora
Se aquela pessoa só vai até o limite humano?
O que você quer: que façam pra você?
Ou quer aprender?
Pois bem,
até pensei que um tempo sem ajuda
poderia ajudar
Ledo engano
Se demorar, não consegirá calar o dano
Sou a lição exagerada, vasta
Do tipo que se fecha o caderno
e deixa pra vasculhar em casa
e enrola, enrola e não volta a tocar até o dia seguinte
Até se questiona e pensa nela,
mas, daí a ir até aquele amontoado de folhas
[Umas folhas já amarrotadas e abarrotadas].. não
E ela? Bem, continua não solucionada
Trata-se de uma lição inacabada
não de um dever de casa
Ainda tenho sono
Ainda não aprendi quase nada
em tão pouco tempo de aula
Tudo que consegui foram essas desculpas
Mas e se essa matéria for ser tomada?
Apresse - ela irá!
Num teste
surpresa
Como se fosse a primeira e a última
Como se a vida fosse a única carreira
Como se fosse lição
pra ser cobrada porque usada
E não ficará perdida pela estrada

E lição inacabada
pode ser corrigida?

segunda-feira, 19 de julho de 2010

O seu televisor ainda funciona?


As coisas não são mais interessantes como deveriam ser. Hoje eu já sei que a planta vai crescer, florir e morrer. A TV não é mais ligada, pois também já sei o que irá passar:  jornal, desenho, pausa para jornais, novelas para os desocupados, seriadinho para os indefinidos, novelas novamente, outra pausa para tentar recompor depois de tantas futilidade com um jornal local, outra novela para que não perca o seu pensamente fútil, um jornal global para que pense que você é faz alguma coisa, mais futilidades acompanhadas de futilidade, a meia noite você fingi que entende e gosta de tudo – vê o ultimo jornal pois diz ocupado durante o dia para ver os outros, reza e dorme tranqüilo esperando mais um dia fútil e pré-programado.

sábado, 17 de julho de 2010

Biscoito

Vou tentar exemplificar o que hoje eu estava pensando. Sério, eu preciso fazer isso. Sabe quando você, hm por exemplo, está comendo um pacote de biscoito e você come todo feliz na esperança de se empanturrar e ficar enjoado depois, porque a gula é mais forte que você? E de repente, quando você está no último biscoito, alguém chega e diz : 'me dá ?', a maioria educada, provavelmente diria 'sim', mas quando você der aquele último pedaço, aquele que você nunca mais vai saber se era o melhor do pacote; aquele que você queria comer pra ter aquela sensação de ' caramba, eu acabei um pacote de biscoito sozinho' e depois esfregar na cara das outras pessoas; aquele que provavelmente você jogaria metade fora porque você já está cheio; você não sentirá um vazio? Sério, eu me senti assim, mas eu estava comendo tangerina. Pelas minhas teorias, acho que é porque você planejou uma coisa, estava na sua mente de que você terminaria aquele pacote; mas, do nada, não saiu conforme os seus planos, surgiu um imprevisto. Tentei fazer uma analogia com a vida, você planeja uma coisa, idealiza ela toda na sua cabeça, mas sempre, SEMPRE acontece alguma coisa, e você tem que aceitar (se você for educado), claro você pode sair gritando e batendo nas pessoas que surgirem na sua frente, mas nada vai mudar que aquela pessoa lhe pediu um biscoito e você negou e você vai se sentir mal (claro se você for um psicopata provavelmente não), consegues entender? Sempre vai acontecer um imprevisto, 'uma pedra do caminho' você vai contorná-la? (como fazem as formigas) ou você vai ficar reclamando dela e não mudar nada? Vai deixar essa pedra no meio da sua vida porque simplesmente alguém lhe pediu um biscoito? Ok, misturei duas analogias, mas sei que você é esperto e entenderá. Sei que no primeiro momento você sentirá raiva, de lhe pedirem um biscoito; da pedra; ou de um imprevisto; mas o que ocorrerá a seguir depende de você, você vai deixar isso lhe impedir?
(Texto redigido por Karina Bastos, by comunidade do orkut:'Não Gosto de Muitas Pessoas')

sexta-feira, 16 de julho de 2010

.. Em grão.


Canjica em grão - 'té que é bom
Experimente crua, não cozida, sem leite
Como tú, Raul, dissestes:
"Porque quem gosta de maçã
Irá gostar de todas
porque todas são iguais"
Se, com maçã e canjica, o verso assim soa,
então não poderá ser igual em vós, pessoas?
Não pessoa crua, não cozida, sem deleite
Vamos os sabores acrescentar
Sujeito, fruto proibido e munguzá
Ou até, quiçá,
Pessoa, maçã e canjica
Todos precisam de.. de que?
Não estou bem certa
Sou a dama que te desperta
E és o homem que me completa?
Se valesse ouro, eu estava rica,
rica de.. canjica.


Mil(ª) e uma utilidades.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Avulsos

O que se deixa pra trás não mais se recupera. Então viva, porque a vida não espera quando a boa vontade virá de você. Porque a vida não se preocupa por quantos amores você ainda vai se perder. Ela apenas quer ser percebida, valorizada. A vida só quer passar pra dizer que uma pessoa por várias vezes foi amada. Não quero nada perfeito, é preciso defeitos para verdadeiramente amar. Porque amar o esplendido não é difícil, é simplesmente comum. O que faz especial não são somente as qualidades, mas o lado oposto que você acredita não ser aceito. 
Pense em viver direito! Deixe um defeito seu, um defeito seu encantar você!
NÃO TRATAR COMO PRIORIDADE QUEM TE TRATA COMO OPÇÃO!